terça-feira, 26 de julho de 2011

Turbilhão de emoções # 3



  O meu pai ainda não se tinha sentado uma única vez, andava sempre de um lado para o outro à espera de notícias da mãe que tardavam em chegar.
  Só o ouvia murmurar:
  - A culpa é toda minha, se lhe acontecer alguma coisa nunca me irei perdoar.
  Foi aí que me levantei daquela cadeira velha e fria e abracei o meu pai tentando-o tranquilizar:
  - Pai, por favor... A culpa não foi tua. Peço-te que não digas isso. E a mãe vai melhorar, eu tenho a certeza!
  - Mesmo nestas situações sabes sempre o que dizer. - O sentimento de preocupação e desespero tomaram conta do rosto do Sr. Jorge, ele que era sempre tão forte.
  - Pai, não consigo ver-te assim. Bem, eu vou buscar-te alguma coisa para comer.
  - Não é preciso, Margarida!
  - É preciso, sim senhor. Ainda não almoçaste, sequer.
  Dirigi-me à máquina de bolos e quando coloquei as moedas uma voz familiar interrogou:
  - Margarida? És tu? Que fazes aqui?
  Virei-me de repente e deparei-me com a Rute, que me parecia particularmente feliz. Fiquei muito contente ao vê-la, e ainda mais com um sorriso na cara.
  - RUUUTE! Então, o teu irmão? Como está?
  - Bem, já saiu do coma... Mas pode ficar parapelégico a vida toda. - O seu sorriso transformou em desespero.
  - Amiga, o importante é que já não corre mais perigo. - Sorri, tranquilizando-a.
  - Sim, tens razão. Mas, e tu? O que fazes aqui?
  - Os meus pais estavam a discutir... De repente o meu pai chamou-me em tom de aflição e quando cheguei à sala deparei-me com a minha deitada no chão, desmaiada.
  - Meu Deus. Parece que hoje é o dia das desgraças.
  - Nem fales... Desculpa mas tenho de voltar para perto do meu pai, ele precisa de mim agora.
  - Claro, vai Margarida. Depois falamos. - despedimo-nos e segui até à sala de espera.
  No caminho o meu telemóvel vibrou. Tinha uma mensagem do Pedro:
  ''Olá Margarida :) É só para te dizer que tenho a próxima semana livre para sairmos, se quiseres é claro...''
  ''Depois eu digo-te alguma coisa e obrigada pelo convite, mas agora estou um pouco ocupada. Falamos depois ((:''
  ''Claro, ok então.''
  Ao fundo do corredor vi o meu pai a correr na minha direcção:
  - Margarida, tu vais ter um irmããão!
  A surpresa e emoção era tanta que não consegui proferir uma única palavra. 
  - Es...s...tás a falar a s...s...ério, pai?
  - Claro! Achas que ia brincar com uma coisa destas?
  - Eu vou ter um maaaaaaninho!
  - Ou uma maninha, quem sabe...
  - Sim, claro. Mas podemos ver a mãe?
  - Óbvio, vamos!
  Abrimos a porta do quarto e encontra-mos a minha mãe a dormir profundamente. Os seus cabelos dourados condiziam perfeitamente com a sua cor de pele. Ela era a mulher mais importante da minha vida, admirava-a imenso e quando fosse adulta gostaria de arrecadar a sua personalidade.
  Adorava vê-la dormir, ficava ainda mais linda.
  Sentamo-nos na ponta da cama e permanecemos ali cerca de meia-hora.
  A chegada deste novo rebento iria trazer muita felicidade à família e uniria os meus pais, novamente.
  A minha vida estava finalmente a recompor-se.
 

Continua...

28 comentários:

♥ marta. disse...

oh! adorei, mais uma vez. :')
será que a vida desses pais, se vai realmente compôr?

Rafaela Antunes disse...

adorei mesmo *.*

Gabriela ♥ disse...

Obrigada minha linda :)

Gabriela ♥ disse...

E já agora ADOREI o post *-*

Rafaela Antunes disse...

De nada (:

Andreia disse...

gostei, sigo :)

MarcelaMaia disse...

De nada querida :)

catarina ferreira disse...

és de onde catarina ?

(se não quiseres não digas)

your love is my name disse...

ameeeeeeeeeeeei :))

Mariana disse...

adorei!

Mariana disse...

de nada!
obrigada :)

Ana Filipa disse...

é sim. (:
desculpa, tenho andado um bocado ausente daqui :s

IF* disse...

estou a gostar imenso! e estou ansiosa pelo próximo :)
quando acabasses esta história até podias publica-la num livro :)

Beatriz disse...

Amo-te a ti, e amo-te Margarida :)

Beatriz disse...

uí fui mesmo triste, mas amo-te

Andreia disse...

obrigada *

IF* disse...

sim, é óbvio que gostei :)
não estou a exagerar, era mesmo fixe se conseguisses! e aposto que montes de gente concorda comigo :p

your love is my name disse...

era impossivel nao gostar :))

catarina moreira disse...

obrigada querida (:

Mariana disse...

de nada querida :)

your love is my name disse...

só de vez em quando :bb

your love is my name disse...

oh, que fofa :))

ana moura disse...

que lindo:)

your love is my name disse...

o q lindinha :))

IF* disse...

e vai concretizar-se, acredita em mim! :)

Ana Miranda disse...

Está excelente , tens imenso jeito , parabéns :)

anamargarida disse...

tenho seguido estas tuas histórias, e tenho a dizer-te que tenho adorado. vê se continuas (:

anamargarida disse...

fazes tu muito bem :p